Prática Ortomolecular

Fisiologicamente os seres humanos iniciam um processo inflamatório crônico gradativo a partir dos 50 anos de idade. Essa elevação segue uma curva exponencial que vai até o limite de Hayflick que é de 120 anos.
 
O processo inflamatório crônico representado principalmente pela elevação da interleucina 6 (IL6) é o grande responsável pelo aparecimento das doenças crônicas e degenerativas. 

 
Uma distinção tem que ser feita entre os dois tipos existentes de inflamação: aguda e crônica.
Os sinais flogísticos (edema, dor, rubor, calor e perda de função) são a representação clássica do processo inflamatório agudo. O processo inflamatório agudo é fisiológico e ocorre imediatamente após uma lesão tecidual para iniciar um processo de reparo. Infelizmente o uso disseminado e indiscriminado de antiinflamatórios, anticoagulantes e antibióticos acaba por suprimir a inflamação aguda e estimular o processo inflamatório crônico. 
 
O processo inflamatório crônico iniciado precocemente diminui a qualidade e a expectativa de vida, acelerando o processo de envelhecimento. Através da mudança de hábitos alimentares, eliminação do sedentarismo e a utilização de vitaminas, fitoterápicos, antioxidantes e de sais alcalinos específicos trata-se a inflamação crônica de uma forma fisiológica, prevenindo o aparecimento de doenças e restabelecendo a alostase do organismo.